[ editar artigo]

Criando metas

Criando metas

É muito bom sonhar e estabelecer objetivos. O segundo passo é projetar, planificar. Em seguida passamos para a ação. Estes três passos devem estar bem definidos, caso contrário o sonho não chegará a ser uma meta e consequentemente não será alcançado.

Voltando para a definição de objetivos e metas, gostaria de compartilhar um método criado por um professor e estudioso chamado Peter Drucker: O método SMART.

O nome é um acrônimo em inglês. Se traduz literalmente como ESPERTO. Mas como todo acrônimo possui seu mais profundo significado através da representação de cada uma de suas letras. Vamos a elas.

S- Specific: Específica. Na criação de uma meta, a mesma precisa ser específica. Quando mais abstrata maior dificuldade de defini-la e de alcança-la.

M- Measurable: Mensurável. A meta deve ser passível de ter o seu progresso medido para que haja uma real avaliação da eficácia dos métodos e das estratégias tomadas.

A- Achievable: Atingível. A meta precisa ser atingível, ou seja realista. A meta não pode ser irrazoável e utópica. Pode ser de difícil concretização, mas deve ser atingível.

R- Relevant: Relevante. A meta precisa ter relevância suficiente que justifique os esforços que serão realizados para a sua persecução.

T- Time-Based: Definição Temporal. A meta deve ter uma definição temporal para a sua persecução. Ou seja, precisa de prazo. Assim, poderá dentro do período correto ser avaliada (medida) e se necessário ter sua estratégia redefinida.

Seguindo o Método SMART você terá metas melhores elaboradas e mais fáceis de serem atingidas!

 Viva Supremamente!

 

Te convido a assistir este vídeo:

 

 

Supremamente
Shifu Bruno Barros
Shifu Bruno Barros Seguir

Especialista em artes marciais e terapêuticas chinesas, Shifu Bruno, trouxe para o Brasil ferramentas milenares que podem transformar vidas!

Ler conteúdo completo
Indicados para você