[ editar artigo]

Experiência de liderança na China como descoberta da importância da harmonia na vida pessoal e profissional

Experiência de liderança na China como descoberta da importância da harmonia na vida pessoal e profissional

Em 2002 recebi o desafio de ser o Vice Diretor de uma fábrica da Michelin em ShengYang, China. Na ocasião eu acabava de chegar de uma pós-graduação para executivos na França e esta seria uma oportunidade para testar minhas competências. Em entrevista com o Presidente da América do Sul fui indagado se eu já estava aprendendo mandarim, minha resposta foi imediata “os franceses ficam lá por anos e não aprendem, por que eu haveria de tentar?”, a resposta veio como uma das maiores provocações de minha vida “mas você não é francês e sim brasileiro”.

A orientação deste grande gestor foi aceita e permitiu que eu vivesse intensamente  esta missão nos anos de 2002 e 2003. Embora conceitos como Mindfulness não fossem conhecidos na ocasião, fui privilegiado por exercitar o autoconhecimento e a experiência de me colocar no lugar do outro em uma cultura completamente desconhecida para mim.

Certa vez fui trabalhar vestindo suéter vermelho com gravata vermelha e recebi inúmeros questionamentos se eu estava feliz naquele dia, ficou a lição do respeito a este hábito pois era necessário ter um humor em harmonia com as minhas cores.

Em outra ocasião, lancei um desafio de fazer um sorteio de uma bicicleta por turma caso ficássemos 100 dias sem acidentes, porém a motivação só veio quando afirmei ao time que dançaria samba caso alcançássemos uma meta de retrabalho.

Profissionalmente foram muitas conquistas, porém sempre seguidas de muito aprendizado, recordo que pedi ajuda a minha secretária para entender o porque não havia reação das equipes devido as minhas repetidas afirmações de “félicitation”(parabéns em francês) ouvi a lição de que eu deveria fazer esta afirmação de forma personalizada, em chinês “kongzuò hao”, e realizar um pequeno tapa nas costas do agraciado. Não tive oportunidade de praticar o Tai Chi Chuan, contudo observava diariamente de minha janela antes de eu ir trabalhar, mesmo com o frio de -28°C eles estavam lá, em grupo e em total harmonia.

Atualmente, sou Gerente Geral de Manutenção de uma empresa de Logística e pratico o Kung fu com o SHI FU Bruno Barros onde sou ajudado a experimentar e integrar na minha vida pessoal e profissional os benefícios de entrar e esforçar-me para manter o estado de Mindfulness.

Ler matéria completa
Indicados para você