[ editar artigo]

HARMONIZAÇÃO – Quando o material e externo influenciam o imaterial e interno

HARMONIZAÇÃO – Quando o material e externo influenciam o imaterial e interno

 

Para termos um maior controle sobre nós mesmos, precisamos alinhar nosso interior com nossas práticas exteriores e assim nos equilibrarmos, nos harmonizarmos!

É uma grande falácia acreditar que o ser humano pode ser dividido em corpo alma e espírito ou de qualquer forma que você compreenda uma divisão. Não existe uma verdadeira divisão pois tudo o que sentimos pensamos e fazemos está diretamente se influenciando mutuamente.

A maneira como você pensa influencia o seu corpo e vice versa. Por isso, vamos abordar atitudes simples e práticas que podem te auxiliar a lidar melhor com suas emoções.

Alimentação:

Uma alimentação rica em nutrientes e água, além de equilibrada, tende a nutrir o seu corpo permitindo que você tenha mais disposição para as suas tarefas diárias. A sua alimentação pode influenciar no seu humor, sono, digestão, entre outros aspectos importantes da vida. Será que estes aspectos tem o condão de influenciar suas emoções? Claro que sim. Ou seja, uma dieta rica em comidas fritas, fast food e açúcar, pode ser uma das principais causas do seu mau humor, falta de ânimo e de vontade. Sendo assim, antes de aplicar qualquer das técnicas ensinadas aqui, reveja sua alimentação.

Exercícios Físicos:

O corpo humano foi feito para se mexer. Por isso, quando nos exercitamos estamos cumprindo uma função básica e necessária à nossa fisiologia. Quando isso acontece, nosso corpo produz substâncias como endorfina, serotonina e ocitocina, além de outras, que nos fazem sentir ânimo, alegria e disposição! Além disso, seu cérebro passa a reconhecer o final de cada sessão de exercícios como uma conquista, fazendo com que o praticante sinta-se motivado e desenvolva internamente uma sensação (que pode ser diária, dependendo de sua prática) de conquista! Sendo assim, você ainda possui alguma dúvida de que os exercícios físicos podem te auxiliar a controlar suas emoções? Reveja sua rotina de exercícios e harmonize-se hoje mesmo!

Sono e descanso:

O repouso é necessário para a renovação do corpo e da mente. Ou seja, depois de um dia estressante seja física e mentalmente, você precisa de um período de sono de qualidade para que você possa renovar suas células, descansar sua musculatura e limpar a sua mente. Sim, até mesmo limpar a sua mente. Já ouviu a expressão “vou conversar com o travesseiro”? Esta expressão é antiga e usada por pessoas que não conseguem achar respostas para seus desafios imediatamente e por estarem cansadas decidem deixar para pensar neles após o seu período de descanso.

Como isso pode funcionar?

Ás vezes pensamos tanto no problema que nossas mentes não conseguem se afastar o suficiente dele para enxergarmos a solução. É uma questão de foco. Quando dormimos, deixamos que nossa mente descanse e seja limpa. Ao acordarmos, com a mente livre de outros pensamentos, temos muito mais eficiência em focar nas soluções necessárias. Sendo assim, para melhor gerenciar suas emoções, administre melhor seu período de sono e de repouso.

Respiração:

Já vimos exaustivamente o quanto que a respiração está relacionada com nossas emoções. Sendo assim, preste atenção à sua respiração e se necessário procure profissionais que possam te ajudar a regular a sua prática.

Postura

Vimos também o quanto que a mente influencia o corpo e vice versa. Sendo assim, até a nossa postura física influencia a forma como pensamos e sentimos. Faça o teste você mesmo: Comece a andar com os ombros caídos com o seu tronco inclinado a frente e olhando para baixo. Como você se sente assim, após alguns minutos? Você se sente menor em frente aos outros e aos problemas, você se sente incapaz, com medo, frustrado, desmotivado. Tente o oposto: Comece a andar de cabeça erguida, peito aberto e postura reta. Após alguns minutos você perceberá
que está, ainda que só um pouco, mais confiante e disposto. Mude a sua postura e encare os problemas de forma confiante. A vitória está ao seu alcance!

Natureza:

O ser humano está conectado à natureza ao seu redor! Estar junto à natureza traz sentimentos de satisfação e tranquilidade. Como Nietsche, o filósofo, constata em sua obra, a natureza não te sobrecarrega com julgamentos. Ou seja, quando junto à natureza o ser humano se sente menos pressionado por padrões sociais. Por isso, é tão importante buscar este contato com o natural, às vezes saindo da cidade, ou em refúgios dentro da mesma, para que possamos sentir mais leves das demandas externas.

Outro fato interessante está no nosso campo visual. Quando estamos em ambientes muito cheios ou nos fixamos em telas pequenas como computadores, televisores e celulares, a musculatura auxiliar dos nossos olhos se contrai para focarmos nossas visões. Acredito que esta contração do nosso órgão visual também gera tensão interna. Por isso, quando estamos diante de uma paisagem ampla, como no alto de uma montanha ou diante de uma praia ou lago, sentimos uma gostosa sensação de relaxamento, pois conseguimos relaxar nossa vista e isto nos ajuda a relaxarmos internamente.

Conexão:

Assim como acontece com a natureza, nós, humanos, também nos conectamos entre si, de fato, possuímos muitas necessidades que dependem desta conexão. Uma das necessidades básicas do ser humano, que muitos não se atentam é a necessidade de
contribuição. O ser humano tem a necessidade de sentir que contribui com o outro. Por isso, nos sentimos tão bem quando ajudamos até pessoas que não conhecemos ou quando ensinamos algo que, sabemos, pode ajudar alguém.

Da mesma forma só o simples relacionamento com o próximo pode gerar a produção de uma série de substâncias internas que nos trazem prazer e bem estar, como, por exemplo, um bom abraço em quem gostamos pode gerar a produção de ocitocina que nos acalma e nos dá prazer. Sendo assim, na busca por harmonização recomendo a todos que busquem bons relacionamentos e sempre busquem trabalhos voluntários na área social. Não tenho dúvidas que estas práticas poderosas podem gerar em você sentimentos bons que podem substituir sentimentos ruins.

Ambiente:

Para nos sentir bem, devemos buscar nos cercar daquilo que é bom. Sendo assim, nesta busca pelo domínio próprio e pela produção interna de sentimentos bons, nosso próximo passo será influenciar o ambiente de forma intencional a criar em nós e nas pessoas ao nosso redor boa sensações e sentimentos. Como? Um ambiente limpo e organizado nos dá sensação de prazer. Um ambiente arejado e iluminado pode nos trazer satisfação e alegria.

Desligar ou silenciar aparelhos eletrônicos desnecessários podem nos dar mais presença e conexão. A presença de música calma e alegre pode nos influenciar neste
sentido.

Quando nos expomos a filmes, jornais, programas televisivos ou músicas com mensagens de teor agressivo, violento, pessimista ou que induz ao medo, o que você acha isso pode gerar em nós? Assim, podemos escolher melhor àquilo ao qual somos expostos.

Todas estas dicas são simples, práticas e fáceis. Proponho que você reflita sobre cada uma das práticas apresentadas acima e de como você tem se comportado em relação a elas. Só nesta reflexão, talvez você já encontre possíveis influências que esteja sofrendo.

Ótimo! O primeiro passo é identificar e reconhecer. O segundo passo é AGIR!

Supremamente
Shifu Bruno Barros
Shifu Bruno Barros Seguir

Especialista em artes marciais e terapêuticas chinesas, Shifu Bruno, trouxe para o Brasil ferramentas milenares que podem transformar vidas!

Ler conteúdo completo
Indicados para você