[ editar artigo]

Mindfulness: O melhor da vida agora

Mindfulness: O melhor da vida agora

 

Originalmente publicado pela escola de empreendedores Bazzah (www.bazzah.com.br)

"O passado já foi consumido. O futuro ainda será recebido. Dê a si mesmo um PRESENTE."

Shifu Bruno Barros

Antes que você inicie a leitura deste artigo, te proponho um desafio: Te desafio a ler este artigo do início ao fim, focado completamente nesta leitura, sem permitir que estímulos externos ou internos te desconcentrem! Tome as medidas necessárias (talvez tenha que afastar um equipamento ou procurar um lugar mais tranquilo) e comece!

Por que é tão fácil se desconcentrar? 

Vivemos uma vida com infinitos novos estímulos constantemente focados em obter nossa atenção. Alguns dados interessantes nos mostram a veracidade desta informação, como por exemplo em apenas uma única edição de um jornal como o The New York Times existe mais informações do que uma pessoa poderia obter em toda uma vida no século XVII. Outro dado chama a nossa atenção para o fato de que até o início da década de 1990 existiam menos de 10 canais televisivos no Brasil e hoje já, em muito, ultrapassam os 100!

Tantas informações, estímulos, oportunidades e opções formam uma realidade excitante que nos permite ser mais autênticos com quem somos, uma vez que nos possibilita desenvolver nossa individualidade. Entretanto, assim como o Yin Yang, para aproveitarmos dessas benesses precisamos nos manter focados, caso contrário, facilmente entraremos em um estágio de estagnação pelo fato de querer andar em várias direções ao mesmo tempo sem focar em um mesmo sentido.

Muitas pessoas e principalmente jovens, chegam ao meu Instituto assim, indecisos por tantas opções e também ansiosos com o excesso de informação. Por outro lado, pessoas, um pouco mais adultas, já direcionadas na vida, ás vezes emperram no seu caminhar por se depararem com um excesso de demandas que suga sua atenção.

Este diagnóstico não é privilégio do nosso mundo contemporâneo. Já há mais de 1500 anos atrás um grupo de monges guiados por um grande líder espiritual já haviam identificado que por muitos fatores o ser humano de distanciava de sua essência e acabava não vivendo a vida plenamente.

Segundo eles, isto ocorria, e continua ocorrendo, pois por nossos pensamentos estarem em outros lugares, muitas vezes no passado ou no futuro, não vivemos plenamente o presente. Ou seja, precisam os seres humanos de mais atenção ao agora.

Assim, no monastério Shaolin, berço tanto das artes marciais chinesas quanto do budismo zen, no interior da China, foram desenvolvidas ferramentas meditativas com o objetivo de gerar atenção plena ao momento, o que hoje é chamado de Mindfulness.

Na década de 1970 este conceito começou a ser aplicado em um hospital em Nova York e por conta de seus inúmeros benefícios apresentados em seus pacientes passou a ser divulgado em todo o mundo.

Mindfulness pode ser definido como um estado de atenção plena, de concentração focada, que pode ser desenvolvido através de práticas específicas de meditação.

Não foi difícil estender a prática destas ferramentas para grandes empresas, pois concentração focada e atenção plena é tudo o que grandes executivos querem para aumentar a produtividade em seus negócios.

Percebe-se, então, que este estado de atenção plena pode trazer benefícios imediatos à vida pessoal, ajudando o seu praticante a viver a vida com mais intensidade, mas também traz resultados imediatos à vida profissional, uma vez que auxilia o praticante a melhorar sua performance.

Alguns dos benefícios do Mindfulness são:

  1. Melhora na capacidade de concentração: As técnicas meditativas possuem o condão de capacitar seu praticante a identificar pensamentos distrativos e separar-se deles. Assim, está apto a focar seus pensamentos em uma direção;
  2. Redução da ansiedade: Uma vez que o praticante aprende a identificar seus pensamentos pode deixar de lado pensamentos futuros que o deixam ansioso, vivendo plenamente o presente;
  3. Redução de estímulos que levam à depressão: Já que o praticante aprende a identificar seus pensamentos pode deixar de lado pensamentos passados que o deixam tristes e desmotivados, vivendo plenamente o presente;
  4. Melhora da função cognitiva: O praticante desenvolve a habilidade de limpar a mente, deixando a mente livre para desenvolver pensamentos direcionados aos seus projetos;
  5. Desenvolvimento de Inteligência Emocional: Ao ser capaz de identificar os pensamentos, o praticante de Mindfulness tem maior possibilidade de impedir que pensamentos negativos se transformem em emoções negativas e se manifestem fisicamente;
  6. Aumento da capacidade criativa: As meditação de Mindfulness tem a característica de trabalhar com os lados esquerdo (mais racional e pragmático) e direito (mais intuitivo e emocional) do cérebro, além de fazer com que pensamentos mais racionais deem espaço para pensamentos mais criativos.

Diante de tantos benefícios, não tenho dúvidas que em alguns anos a meditação será uma matéria escolar. Todavia, como podemos aprender com o Mindfulness, precisamos viver o presente intensa e plenamente, por isso, não deixe para amanhã, comece sua prática agora.

Se você buscou ler este artigo tentando se concentrar plenamente nele, parabéns, você já iniciou o seu treinamento em Mindfulness. Caso não tenha conseguido, tente novamente. Pratique a atenção plena, viva o presente e se transforme num mestre de si mesmo!

 

Shifu Bruno Barros

 

Ler matéria completa
Indicados para você