[ editar artigo]

O medo e a limitação

O medo e a limitação

Quando comecei a frequentar as aulas de Kung fu, percebi uma energia boa no ambiente, nas pessoas, mas não conseguia identificar o que era realmente, apenas me sentia bem nesse lugar. 

Ao longo do tempo fui conhecendo melhor o meu corpo, minha respiração, meus órgãos nas aulas de Chi Gong, fui dando valor a minha força de vontade nas aulas de Sandä e conhecendo a minha coragem nas aulas de Kung fu tradicional.

Comecei a perceber que o que eu pensava que eram limitações, como não conseguir nem subir em uma bicicleta, eram apenas medos. Fui me descobrindo uma pessoa mais forte e comecei a aplicar os ensinamentos do Kung fu no trabalho, nos relacionamentos, em casa, em tudo na vida!

Posso dizer que sou uma pessoa diferente do que era antes de praticar o Kung fu e estou muito satisfeita na pessoa que me tornei até hoje.

Ler conteúdo completo
Indicados para você