[ editar artigo]

Meditação e Chigong por mestre Serpio Silva

Meditação e Chigong por mestre Serpio Silva

Meditação e Chigong

A medicina chinesa e sua prática terapêutica no ocidente, em particular no Brasil é um processo em desenvolvimento, iniciado há mais ou menos quarenta anos, e visualmente com um longo percurso futuro. Sua visibilidade deu início dentro das academias de artes marciais chinesas, com grandes resultados nos alunos mais dedicados, ao ter contato direto com grandes Mestres. Essa prática foi evoluindo com estudos e artigos onde a sua disseminação ocorreu como parte de um conjunto de transformações sociais de abrangência mundial denominado contra cultura. Esses movimentos e revoluções sociais contribuirão para o ressurgimento de diversas culturas de saúde e para o crescimento do uso de novas práticas terapêuticas como a meditação e o Chigong.

Minha experiência na prática do trabalho com a respiração, o sopro da vida e a meditação, desde o momento que comecei a treinar consciente a respiração em uma prática de armazenamento da energia para o meu Kung Fu marcial, desenvolver uma grande capacidade de meditar assim, equilibrando o interior e o que está em volta do meu corpo. Na verdade comecei a arte marcial chinesa aos 15 anos de idade, aos 19 anos a prática do Chigong e automaticamente a meditação. Ao longo da minha vida com a arte marcial chinesa tive o privilégio de ter aulas com grandes mestres e desenvolver a prática da meditação e o Chigong, tenho como meu mestre principal o Grão Mestre Li Wing Kay, um grande especialista na arte da meditação e Chigong nessas técnicas posso citar a pratica do Tao yin kun e o Chigong marcial o nove Giros.

Todo esse treinamento me fez desenvolver as práticas do Chi, fazendo das aulas que eu aplicava aos meus alunos um verdadeiro celeiro de práticas de prevenção e curas de doenças relacionadas em diversas vertentes nos alunos, e poder, ao longo da minha jornada ver os resultados de curas e evolução emocional dos mesmos que passaram pela associação ao praticar a meditação e o Chigong, assim fazendo se desenvolver a boa circulação de energia para os músculos, fortalecendo mentalmente, desenvolvendo o equilíbrio emocional para uma vida saudável na sociedade e sempre explicando aos discípulos: Precisamos meditar, direcionar a mente e exercitar a meditação para o equilíbrio da mente e o corpo.

Com minha prática constante ao longo desses anos, obtive fortalecimento dos músculos, maior energia e resistência, velocidade de pensar, prática esta que me fez evoluir muito na minha caminhada profissional e espiritual de forma equilibrada, durante a pratica a capacidade de fazer coisas parecendo ate um super ser humano como quebramentos torcer barras de ferro no pescoço, o mais incrível a forma rápida do equilíbrio emocional e a energia no dia a dia, me sentindo mais próximo da natureza interna e externa. Na minha experiência de treinamento comecei a entender que: O sopro é a essência da energia da vida e do equilíbrio da mente com o corpo.

 Mestre Serpio Silva

Ler matéria completa
Indicados para você